musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - TEMPESTADE DE FOGO - TRIBO DA PERIFERIA - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Tempestade de Fogo letra


Saiu na chuva se molhou
Respeito é bom e tira os pé da lama
De novo é tempestade a rua sangra
Brinco com fogo se queimou
Sua arrogância só acende a chama
Acorda que essa fogueira num é Santa
É tempestade de fogo
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos (é tempestade de fogo)
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos.

O clima no DF tá loucão
Relato Periférico hehe 3Drão
Debaixo do telhado ai não da pra ficar
Porque quem tá na chuva vey e pra se molhar
Favela é assim tem que saber chegar
Se não sua peruca a sapata vai voar
Você não entendeu e assentou o cerol
Agora e só mais um coberto com o lençol
Colou com os cara errado
Matou sujeito homem
Agora esta perdido pelos bandido e pelos homem
Você mexeu com fogo e pode virar brasa na mira de um oitão ou então de uma quadrada
Tem uma na agulha e vinte no pente e só macaco véi ai é só serpente
Na tempestade de fogo o bagulho é quente... Bagulho e quente

Saiu na chuva se molhou
Respeito é bom e tira os pé da lama
De novo é tempestade a rua sangra
Brinco com fogo se queimou
Sua arrogância só acende a chama
Acorda que essa fogueira num é Santa
É tempestade de fogo
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos (é tempestade de fogo)
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos.

Tu tá brincando com fogo ai se paah tu vai se queimar vai trincar
O bagulho aqui véi é pa chapar
Disposições parceiro tem de sobra
Corre atrás dos malote com a 9 é foda
Na quina os maluco é firmeza estiga as novinha e se pah umas breja
Incentiva os mulequin novin ver direitin ai se pan e assim
Na Samamba se pah rola som de Drão
O bagulho e mil grau aqui e 3Drão

Relato Periférico escreveu não leu choveu ai se pan fudeu
Na Samba he cospi vários caroços
Segura as rolly point ai se pan é nervoso
Chuva de pipoco é no osso
No cerrado tamo junto WM nos falante o bicho treme


Saiu na chuva se molhou
Respeito é bom e tira os pé da lama
De novo é tempestade a rua sangra
Brincou com fogo se queimou
Sua arrogância só acende a chama
Acorda que essa fogueira num é Santa
É tempestade de fogo
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos (é tempestade de fogo)
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos.

Se entrou na chuva parceiro se molhou
Se mexeu com fogo nego se queimou
O bando e bem louco óia aí
Me finjo de morto pra depois eu ri
Ha há
Periferia é desse jeito mesmo
Só cabuloso, olhos vermelhos.
Disposição no veneno vamos buscar e depois comemorar
Ha há
Não vai se queimar

Tem que sustentar
Porque perifa é assim
Lado bom e ruim
Talibã, Paquistão é aqui.
As nave, as peça no mocozim
Tem lança, escama de peixe, verdim.
Traga as numera pra mim
Se num paga as cobrança vem fim DF sempre foi assim (descuidou fudeu)
Barato louco
Água e fogo
Um vai e vem nervoso
Só Robin Hood na procura dos tesouro na terra sem lei
Onde o crime não é o creme
Você sabe eu sei
No mundão de Alcatraz já tem vários refém, héi.
Aqui na rua e olho por olho, dente por dente, bala por bala, pente por pente.
Não mosca no bote da serpente

Saiu na chuva se molhou
Respeito é bom e tira os pé da lama
De novo é tempestade a rua sangra
Brinco com fogo se queimou
Sua arrogância só acende a chama
Acorda que essa fogueira num é Santa
É tempestade de fogo
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos (é tempestade de fogo)
Se vier faísca num assopra não que é boom
Irmão o sol nasceu pra todos.

Tribo da Periferia - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br